Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401176 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401448 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3022 8980576 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3125 9482376 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401176 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401448 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3022 8980576 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3125 9482376 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401176 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401448 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3022 8980576 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3125 9482376 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401176 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401448 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3022 8980576 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3125 9482376 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Produção de suínos cresce 54% no Estado

Produção de suínos cresce 54% no Estado

suinos

A suinocultura de Mato Grosso do Sul registrou crescimento de 54,3% entre 2014 e 2020, superando a média nacional, que foi de 29,2% no mesmo período, de acordo com a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

O titular da pasta, secretário Jaime Verruck, aponta que o crescimento é reflexo da integração do governo do Estado com o setor.

“Hoje ela está totalmente inserida na nossa política de encadeamento produtivo, conta com um sistema de licenciamento ambiental moderno, regulado, eficiente e claro para os produtores, que tem permitido a ampliação de granjas de forma sustentável”, diz.

Segundo Jaime Verruck, através do FCO (Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Centro-Oeste) foram aplicados R$ 200 milhões na ampliação do setor. “É a lógica de nossa política de desenvolvimento. Temos linhas de crédito específicas que priorizam investimentos de ampliação de estruturas e de produção de matrizes”, completa.

A maior parte da produção industrial da suinocultura é destinada ao exterior. Mato Grosso do Sul é o sexto maior exportador de produtos do abate de suínos no Brasil. O principal destino é Hong Kong, responsável por quase 70% dos valores exportados no primeiro semestre deste ano.