Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402432 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403936 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5175 36047160 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5365 36989904 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402432 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403936 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5175 36047160 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5365 36989904 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402432 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403936 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5175 36047160 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5365 36989904 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402432 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403936 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5175 36047160 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5365 36989904 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Presidente Figueiredo, a ‘Terra das Cachoeiras, um dos paraísos do Estado do Amazonas

Presidente Figueiredo, a ‘Terra das Cachoeiras, um dos paraísos do Estado do Amazonas

 

Presidente Figueiredo-cachoeira-Foto-Embratur

Uma das cachoeiras de Presidente Figueiredo. (Foto: Embratur).

Pertinho da capital do Amazonas, Presidente Figueiredo, desponta como um dos principais destinos de ecoturismo e turismo de aventura da região.  Não é a toa que o município, localizado no baixo rio Negro, a 130 km de Manaus, é conhecido como a “Terra das Cachoeiras” pela farta oferta de banhos, selva, grutas, cavernas e, obviamente, de quedas d´água.

Já foram catalogadas mais de 100 cachoeiras de diversos tamanhos e formatos, além de corredeiras. A maioria dos atrativos possibilita a prática de esportes radicais e de aventura como rafting, bóia cross, caiaque, tirolesa, rapel, espeleologia, arvorismo e trilhas na selva. O lago da hidrelétrica de Balbina também tem aproveitamento turístico.

A cidade tem cerca de 33 mil habitantes e boa oferta de hospedagem e restaurantes. Os principais atrativos oferecem infraestrutura completa, entre eles, a Cachoeira do Berro D´Água, o Complexo Turístico Iracema Falls, a Cachoeira dos Pássaros e o Parque do Urubuí. O turismo de aventura é o forte dos atrativos locais. O município já é destino dos manauaras durante o fim de semana e feriados, além dos turistas ávidos por roteiros de selva.

A BR-174, que corta a selva amazônica, é a principal rodovia de acesso, sendo responsável por interligar Presidente Figueiredo à Manaus; Boa Vista, capital de Roraima; e ao município fronteiriço de Santa Elena de Uairén, na Venezuela.

No CAT (Centro de Atendimento ao Turista), localizado na entrada da cidade, o visitante encontra uma exposição de fotos das belezas naturais da região que ajudam na escolha do que ver e fazer em Presidente Figueiredo.

Antes de iniciar qualquer passeio, não se esqueça de contratar um guia e de pegar um mapa com a localização de todas as atrações do município. Entre os roteiros de Presidente Figueiredo dois deles não podem ficar de fora na viagem, a Estrada de Balbina (AM-240) e a BR–174.

 

Presidente-Figueiredo-gruta-Foto-Embratur

Em Presidente Figueiredo também é possível visitar belas grutas. (Foto: Embratur).

Na Estrada de Balbina os principais atrativos são:

– Caverna do Maroaga – Km 07;

– Cachoeira Berro D’ agua – Km 11;

– Reserva Particular do Patrimônio Natural, santuário com tirolesa e trilhas – Km 12;

– Cachoeira da Porteira – Km 13;

– Cachoeira dos Pássaros – Km 13;

– Cachoeira Pedra Furada – Km 57.

 

 

Presidente Figueiredo-cacheira 1-Foto-Embratur

Cachoeiras, caminhadas e trilhas na floresta encantam os turistas. (Foto Embratur).

Na BR–174 os principais atrativos são:

– Reserva Particular do Patrimônio Natural da Onça – Km 108;

– Fazenda Santa Marta – Km 110;

– Igarapé do Lajes – Km 113;

– Complexo Turístico Iracema Falls – Km 115;

– Comunidade Boa Esperança – KM 120, com corredeira, Lagoa Azul, cachoeiras, caminhada e trilhas na floresta.

 

 

BELEZA AMAZÔNICA

Nos dois roteiros o visitante vai deparar com imponentes paredões de pedra, solo com raízes e folhagens típicas da floresta úmida e águas correntes de cor âmbar. O cenário distingue as cachoeiras e grutas de Presidente Figueiredo de atrativos similares localizados em outras regiões do país. O ambiente de selva é único. A beleza e o encanto vêm do aspecto selvagem e da sensação de isolamento proporcionada pelo ambiente natural da Amazônia. Os atrativos, encravados nas rochas milenares estão cercados pelo verde intenso da floresta. O visitante tem a sensação de estar perdido em um oásis no meio da maior floresta tropical do mundo.

 

Curiosidade –  O nome do município é uma homenageia a João Batista de Figueiredo Tenreiro Aranha, primeiro presidente (antigo governador imperial) da província do Amazonas. O então presidente da República, João Batista de Oliveira Figueiredo, teria rejeitado a homenagem quando o município foi criado em 10 de dezembro de 1981. A instalação efetivou-se com as eleições gerais de 1982 e posse do prefeito e vereadores em 1983. (Geraldo Gurgel, do MTur – matéria editada).