Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403920 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5102 35003176 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5241 35910216 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403920 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5102 35003176 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5241 35910216 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403920 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5102 35003176 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5241 35910216 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403920 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5102 35003176 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5241 35910216 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

DOURADOS VAI ‘TORRAR’ R$ 25 MIL COM PICOLÉS

DOURADOS VAI ‘TORRAR’ R$ 25 MIL COM PICOLÉS

 

Prefeitura de Dourados vai investir mais de R$ 25 mil para a compra de picolés e sorvetes neste final de ano. (Foto: Arquivo).

Prefeitura de Dourados vai investir mais de R$ 25 mil para a compra de picolés e sorvetes neste final de ano. (Foto: Arquivo).

 

 

O arrocho financeiro enfrentado por grande parte dos municípios de Mato Grosso do Sul parece passar bem longe de Dourados. Após enfrentar um período de atraso salarial e escalonamento da folha de pagamento dos servidores, a Prefeitura de Dourados resolveu assumir despesas extras neste final de ano para tentar ‘refrescar’ sua imagem junto aos usuários dos projetos sociais do município.

Prova disto é o extrato do contrato, publicado na edição de terça-feira do Diário Oficial do Município (30), firmado entre a Prefeitura de Dourados e a empresa Comércio e Indústria de Produtos Alimentícios RS Ltda. O termo, vigente até 31 de dezembro deste ano, tem como objeto a compra de produtos para sorvetes e picolés para atender a Secretaria de Assistência Social de Dourados. Para tal, a prefeitura está investindo R$ 25.103,60.

Para se ter uma dimensão do contrato feito pela prefeitura, a reportagem resolveu pesquisar os valores médios praticados pelas sorveterias de Dourados. No caso do picolé, onde boa parte dos estabelecimentos comercializa a unidade a R$ 0,60, o contrato firmado pela gestão da prefeita Délia Razuk (PR) seria suficiente para a compra de 42 mil picolés de fruta. Já no caso do sorvete, as empresas estabelecidas no município vendem por R$ 45, em média, os potes com 10 litros do produto. Neste caso, os mais de R$ 25 mil que serão pagos pela prefeitura seriam suficientes para bancar a compra de 5.600 litros de sorvete.