Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5450 36071568 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5589 37014312 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5450 36071568 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5589 37014312 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5450 36071568 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5589 37014312 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5450 36071568 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5589 37014312 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Fusões e Aquisições: Destaques da Semana de 24 a 30 de outubro de 2016

Fusões e Aquisições: Destaques da Semana de 24 a 30 de outubro de 2016

 

FUSÕES E AQUISIÇÕES

Destaques da Semana de 24 a 30 de outubro de 2016

 

fusoes-24-30-out

 

Anunciadas 18 operações de Fusões e Aquisições com destaque pela imprensa na semana de 24 a 30/out/16.  Envolvem direta ou indiretamente empresas brasileiras de 10 setores.

 

“Market Movers” – Brasil

Suzano compra ativos florestais e pequena hidrelétrica. A Suzano Papel e Celulose comprou ativos florestais e imobiliários da Companhia Siderúrgica Vale do Pindaré e da Cosima – Siderúrgica do Maranhão no valor equivalente a US$ 245 milhões. Além disso, a fabricante anunciou a compra de uma pequena central hidrelétrica da Mucuri Energética, da Queiroz Galvão Energia, pelo equivalente a US$ 14 milhões.26/10/2016

 

“Market Movers” – Exterior

Qualcomm adquire NXP por US$ 39 mi. A Qualcomm firmou um acordo para adquirir a NXP Semiconductors por US$ 39 bilhões. O movimento vai integrar a principal fornecedora de chips automotivos do mundo e a companhia mais conhecida por projetar chips de smartphones. O acordo representa o maior negócio já realizado no segmento de semicondutores, ultrapassando a transação de compra da Broadcom pela Avago, fechada em US$ 37 bilhões. A compra da NXP fica atrás apenas da aquisição da EMC pela Dell (US$ 60 bilhões) na área de tecnologia. 27/10/2016

Acionistas da Gamesa aprovam fusão com Siemens para criar gigante eólica. Os acionistas do grupo espanhol Gamesa aprovaram nesta terça-feira o acordo de fusão com a divisão de energia eólica da alemã Siemens para criar um líder mundial deste setor, que passa por um momento de efervescência e concentração empresarial.Em uma junta extraordinária realizada em sua sede em Zamudio, perto de Bilbao (norte da Espanha), o presidente da Gamesa, Ignacio Martín, defendeu que a união “permitirá criar uma das maiores companhias globais do setor”. O novo grupo contará com uma receita de cerca de 10 bilhões de euros, uma carteira de encomendas avaliada em 22 bilhões de euros e uma capacidade instalada de 70 gigawatts, ultrapassando a dinamarquesa Vestas e a americana General Electric. 25/10/2016

Grupo HNA compra 25% do Hilton por US$ 6,25 bilhões. Desde 2015, conglomerado chinês fez 35 aquisições, somando US$ 27 bilhões. O grupo chinês HNA está comprando da Blackstone uma fatia de 25% na rede hoteleira Hilton por US$ 6,25 bilhões. Cada ação sairá por US$ 26,25, prêmio de 14,5% sobre o fechamento, na sexta-feira, das ações do grupo americano. Com o negócio, a participação do fundo de investimentos Blackstone no Hilton cai para 21%. 14/10/2016

 

M & A – VENDA

Diretoria da Petrobras confirma desistência da UFN 3. A Petrobras confirmou que pretende sair do segmento de fertilizantes e que o processo de venda da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN 3), em Três Lagoas, está sendo avaliado. Em dezembro deste ano completam-se dois anos que a construção da fábrica está paralisada, com cerca de 81% de sua planta física executada. A venda na UFN 3 já é dada como certa, já que a Petrobras não incluiu a conclusão da fábrica no  Plano Estratégico e no Plano de Negócios e Gestão 2017-2021, lançado no final do mês passado. O plano prevê arrecadar ao menos US$ 19,5 bilhões com a venda de ativos – os chamados “desinvestimentos” – e parcerias,  entre 2017 e 2018.30/10/2016

Alpek perde exclusividade na compra de petroquímicas do Estado. A partir de agora outras empresas poderão disputar a compra dos empreendimentos. Complexo petroquímico recebeu investimento de US$ 90 bilhões Terminou o período de exclusividade da companhia mexicana Alpek nas negociações de compra na Companhia Petroquímica de Pernambuco (Petroquímica Suape) e na Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (Citepe). A empresa teve 90 dias para discutir individualmente com a petrolífera os termos para aquisição de participação nas duas plantas industriais no Estado. A partir de agora, outras empresas poderão entrar no páreo na disputa pelos empreendimentos. A venda da PQS e da Citepe é parte do programa de desinvestimento da Petrobras, que espera incrementar o caixa da companhia em US$ 19,5 milhões entre 2017 e 2021. De acordo com a petrolífera, a transação com a Alpek ainda está sujeita à negociação de seus termos e condições finais e à deliberação pelos órgãos competentes das duas empresas, além de depender da aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). 29/10/2016

Santander vai negociar ativos da Unimed-Rio. A Unimed-Rio fechou um contrato exclusivo de assessoria financeira com o banco Santander, que será responsável pela comercialização de ativos da cooperativa, uma das medidas previstas no plano de saneamento apresentado à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Segundo o diretor financeiro da operadora, William Galvão, o banco já realizou uma avaliação prévia da viabilidade da cooperativa. Ele acredita que serão necessários ao menos 30 dias para que se possa ter alguma perspectiva de negócio: Primeiro, o Santander fará uma avaliação dos ativos, para identificar as potenciais operações e posteriormente os investidores. Não se fecha esse tipo de negócio da noite para o dia — explicou.O principal ativo da cooperativa carioca hoje é o hospital na Barra da Tijuca, avaliado em cerca de R$ 700 milhões.  No caso do hospital, podemos vender o imóvel e a operação — disse Galvão. 28/10/2016

Amerra negocia aquisição de usina da família Bumlai A gestora americana de fundos Amerra está negociando com os principais credores da Usina São Fernando – da família do empresário José Carlos Bumlai, preso no âmbito da operação Lava-Jato, e que está em recuperação judicial – a aquisição da unidade da empresa localizada em Dourados (MS), segundo uma fonte a par do assunto.. 28/10/2017

Após compra da Time Warner, AT&T terá de vender Sky no Brasil  A compra da Time Warner pela AT&T, se aprovada pelo governo americano, terá implicações no Brasil. Isso porque a companhia de telecomunicações será forçada a se desfazer da SKY, segunda maior empresa de TV por assinatura, com 5,3 milhões de assinantes. Fica atrás apenas da Net, do grupo América Móvil, com 9,8 milhões de clientes.A AT&T anunciou, no último sábado, o acordo de compra da Time Warner por cerca de US$ 85 bilhões. Se confirmada, essa será a maior operação de fusão no mundo este ano, criando uma gigante das comunicações. 26/10/2016

Pressão por venda de ativos de empresas endividadas deve continuar. Apesar da resistência para a venda de alguns ativos, algumas empresas podem ficar sem alternativas já no ano que vem. Nos bancos e butiques de investimentos, comenta-se que o alto endividamento das empresas e os vencimentos no curto prazo devem levar à venda de mais ativos. A explicação é que, mesmo com a melhora da economia que o mercado já começa a antecipar, o crescimento do PIB se dará sobre uma base bastante baixa e, a despeito do início da queda da Selic, o serviço da dívida seguirá pesando para as empresas. O momento ainda é de sobrevivência.  24/10/2016

Parceria com a Total pode incluir negócios na área de abastecimento, diz Parente. A Petrobras pretende definir até o fim do ano os projetos nos quais terá o Grupo Total como parceiro, segundo o presidente da empresa, Pedro Parente, que participou nesta segunda-feira de coletiva de imprensa para anunciar a associação entre as duas empresas, anunciada oficialmente pela manhã. A estatal incluiu na sua lista de desinvestimentos gasodutos, terminais de regaseificação e unidades de processamento do gás, além de usinas térmicas. O grupo francês não informou, porém, quais deles chamam sua atenção. O presidente da Total também sinalizou interesse especial em ativos da área de abastecimento. Contudo, de acordo com a Petrobras, as negociações não envolvem “ativos complexos”, o que pode ser interpretado como a exclusão das refinarias dessa negociação. 24/10/2016

 

M & A – COMPRA

Ser Educacional aponta no Cade alta concentração na fusão Kroton-Estácio. O grupo Ser Educacional protocolou no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) na semana passada um relatório em que contesta a transação que pretende unir a Kroton e a Estácio. Foram identificados 103 mercados de graduação presencial (cursos por município) em que ambos os grupos atuam. Com a fusão, haveria concentração acima de 50% em 45 deles. Em 15 mercados, “o monopólio seria total”, considera Oliveira. “A alta concentração cria barreiras a novos entrantes.” Entre os fatores que podem eliminar a concorrência efetiva, estão os altos investimentos em marketing por parte do líder de mercado, em um setor em que a marca é determinante, e ganhos de escala. “Temos negociações com empresas de todos os portes e tamanhos. Esperamos que algumas delas se materializem em breve”, afirma o diretor-presidente do Ser Educacional, Jânyo Diniz, que não quis comentar o relatório.30/10/2016

Light recebe oferta da EDF para compra de 51% da hidrelétrica Itaocara. A Light informou nesta sexta-feira que recebeu proposta da EDF para a compra de 51% de sua usina hidrelétrica Itaocara. A usina é detida indiretamente pela Light por meio de sua subsidiária Itaocara Energia. A elétrica afirma que a decisão da possível venda é coerente com sua postura de reavaliação de alternativas estratégicas para seus ativos não… 28/10/2016

Ternium pode comprar siderúrgica CSA da Thyssenkrupp no Brasil. A gigante alemã de siderurgia e engenharia Thyssenkrupp AG está negociando a venda de sua enorme usina brasileira, a Companhia Siderúrgica do Atlântico, para a Ternium SA, de Luxemburgo. Se concretizada, a transação pode ser o último passo da dissolução da fracassada incursão da empresa nas Américas, dizem pessoas a par do assunto. As negociações estão em estágio avançado e podem ser concluídas até o fim do ano, dizem essas pessoas, adicionando que o fechamento de um acordo não está garantido. Um obstáculo significativo é o fato de a Ternium — que também faz parte do grupo que controla a Usiminas — querer pagar menos que o atual valor contábil da fábrica, de 2 bilhões de euros (US$ 2,17 bilhões).26/10/2016

Statoil quer comprar fatia de área do pré-sal. A petroleira Statoil está interessada em comprar uma fatia da área de Carcará, no pré-sal da Bacia de Santos, que será vendida em leilão em 2017, afirmou nesta quarta-feira, 26, o presidente da companhia no Brasil, Pal Eitrheim. A norueguesa fechou acordo recentemente com a Petrobrás para comprar uma fatia de 66% da estatal no bloco BM-S-8, onde está a área original de Carcará, leiloada no passado ainda sob regime de concessão. 27/10/2016

O Banco Daycoval estaria adquirindo a carteira de pequenas e médias empresas do Citi no Brasil, que deixou de fazer parte da estratégia do banco norte-americano no País ao lado das operações de varejo, comentam fontes do mercado. O valor da transação, ainda não fechado, estaria entre R$ 600 milhões e R$ 1 bilhão. A carteira é composta por cerca de 200 empresas em todo o Brasil.   28/10/2016

Consolidações entre setores de mídia e telecom não podem acontecer no Brasil. A Lei 12.485/2011, que estabelece o marco legal da TV por assinatura, tende a tornar mais complexa a posição do Brasil na geopolítica internacional das fusões e aquisições envolvendo o mercado de mídia e de telecomunicações. A razão para isso é a limitação que a lei estabelece para o controle cruzado entre empresas de telecomunicações e empresas de conteúdo atuantes no Brasil. Uma primeira consequência poderá ser vista caso se concretize o acordo para que a AT&T adquira, nos EUA, o controle do grupo Time Warner, numa fusão estimada em US$ 85 bilhões. A Time Warner é controladora da programadora Turner e de canais como a HBO, a CNN, o TNT, o Esporte Interativo, Cartoon Networks entre muitos outros presentes há mais de 20 anos na TV paga brasileira. A AT&T é controladora da Sky, a segunda maior operadora de TV paga do país com cerca de 5,3 milhões de assinantes. Se a fusão de fato ocorrer, a AT&T muito provavelmente terá que vender a Sky e deixar de atuar no mercado corporativo no país, e ficará definitivamente fora de uma eventual disputa pela Oi ou pela TIM. Ou então, a Time Warner retira suas programadoras de TV paga do Brasil. 24/10/2016

Empresa de fertilizantes Brandt mira expansão no Brasil com novas aquisições. A norte-americana Brandt, especializada em fertilizantes foliares, prevê um novo ciclo de expansão no Brasil, possivelmente por meio de aquisições de outras empresas, após entrar no mercado local com a compra de uma unidade industrial no interior de São Paulo no ano passado, disse o presidente da companhia nesta segunda-feira. A compra do controle da brasileira Target foi anunciada em julho do ano passado e nos primeiros 12 meses sob controle da norte-americana, com sede em Illinois, houve aumento de 50 por cento nas vendas, disse à Reuters o presidente da companhia, Rick Brandt. “Investimos na contratação de pessoas e trouxemos novos produtos, que fazem parte do portfólio nos Estados Unidos. Aqui no Brasil ainda somos uma empresa relativamente pequena, mas pretendemos crescer mais 50 por cento no segundo ano”, disse o executivo. Segundo ele, “em dois anos vamos ficar sem espaço”, o que deverá gerar a necessidade de expansão por meio de aquisições. Ele salientou, no entanto, que não há nenhuma negociação em andamento. 24/10/2016

J&F negocia compra de participação da Petros e Funcef na Eldorado. A Eldorado Brasil Celulose informa que sua controladora, a J&F, iniciou negociação com os fundos Petros e Funcef para comprar o total de participação dos fundos, de 17,06%, no FIP Florestal. A fatia representa 49,50% das quotas do FIP Florestal, que detém, por sua vez, 34,45% das ações da Eldorado. A empresa também informa, no fato relevante, que na sexta-feira (21) foi homologado na 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal o aditivo ao termo de ciência e compromisso celebrado em 13 de setembro de 2016, que visa substituir as garantias constantes no termo original pelo penhor de ações de emissão da Eldorado e quotas de emissão do FIP Florestal de titularidade da J&F, que representem 30% de participação nas ações. “Estas garantias deverão ser constituídas desde já e serão extintas caso a negociação entre J&F e Fundações se concretize até 31 de março de 2017, mantendo-se suspensas todas as medidas cautelares que haviam sido impostas à companhia, à J&F e a seus executivos.”24/10/2016

 

PRIVATE EQUITY

Shoppings negociam venda de participação a fundos. Duas das principais empresas familiares brasileiras do setor de shopping centers – a Sá Cavalcante e a Almeida Junior – devem vender participação em seus negócios para reduzir o endividamento bilionário e reforçar crescimento. A Sá Cavalcante, com seis empreendimentos, está em conversas com a gestora Vinci Partners e com a Hemisfério Sul Investimentos (HSI), empresa parceira da Saphyr Shopping Centers, apurou o Valor. Procurada, a empresa confirmou, em nota, que o processo de venda envolve a análise por parte de seis fundos de investimento (estrangeiros e nacionais), que estão em fase de diligência prévia dos números da companhia. 24/10/2016

 

IPO/OPA

2017 será grande ano para IPOs no Brasil, diz presidente da BM&FBovespa. O próximo ano deverá ser o “ano para IPOs” no Brasil e há chances de que, daqui para frente, o País volte a ter um número médio de aberturas de capital próximo ao que se via no passado, de cerca de 25, disse o presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto. Nesta sexta-feira, começaram a ser negociadas as ações da empresa de diagnósticos Alliar, o primeiro IPO desde junho do ano passado. Segundo Edemir, a operação da Alliar demonstra que a confiança voltou ao mercado de capitais. Prova disso seria a forte presença de investidores estrangeiros na oferta, da ordem de 60% do total, segundo dados preliminares. No total, o IPO da Alliar movimentou R$ 766 milhões, em uma oferta primária e secundária. No ano, a entrada de capital estrangeiro em Bolsa soma R$ 17 bilhões, sendo que, no melhor ano, esse montante chegou a R$ 25 bilhões.xterna. A elevação dos juros nos Estados Unidos, segundo ele, já é um movimento precificado e não deve trazer maiores efeitos. Leia mais em jcrs.uol 28/10/2016

Movida vai abrir capital e pretende levantar 1,5 bilhão de reais na Bolsa. A Movida, empresa de aluguel de carros, decidiu pegar carona no bom momento do mercado acionário e vai abrir capital. A ideia é levantar 1,5 bilhão de reais na Bolsa. 30/10/2016

Nova leva de bancos médios deixa a bolsa. Em um intervalo de menos de 24 horas, o êxodo dos bancos médios da bolsa brasileira ganhou dois novos capítulos. Na tarde de ontem, o Sofisa sacramentou a saída do pregão, ao realizar um leilão para compra das ações de seus acionistas minoritários. Horas antes, na noite de segunda-feira, o Paraná Banco anunciou ao mercado a intenção de fechar seu capital. Se a saída for bem sucedida, dos dez bancos de médio porte que estrearam na bolsa em 2007, vão restar apenas quatro: Banrisul, ABC Brasil, Banco Pan e Banco Pine. No leilão de ontem, a oferta do Sofisa movimentou R$ 57,676 milhões, ao preço de R$ 4,50 por papel. Foi a segunda operação do tipo realizada neste ano. Em agosto, o Daycoval recomprou as ações que estavam em circulação na bolsa pelo preço de R$ 9,08, movimentando R$ 530 milhões, e também deixou a Bovespa.26/10/2016

Stara pede registro de companhia aberta. A fabricante de máquinas e equipamentos Stara, de Não-Me-Toque, no norte do Rio Grande do Sul, entrou com pedido de registro de companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A Stara registrou um prejuízo de R$ 15 milhões no ano passado. Já em 2014 a empresa conquistou lucro de R$ 33 milhões. A receita líquida foi de R$ 469,3 milhões no ano passado, queda de 26,5%. A BNDESPar, braço de investimentos do BNDES, entrou no ano passado no capital da empresa, com uma participação de 10,2%. 24/10/2016

 

RELAÇÃO DAS TRANSAÇÕES

Clavis: aporte do Fundo Aeroespacial. A Clavis, empresa de consultoria e treinamento em segurança da informação, recebeu um aporte de valor não divulgado do Fundo Aeroespacial (FIP), iniciativa voltada para os setores aeronáutico, aeroespacial, defesa, segurança e integração de sistemas. O Fundo Aeroespacial possui como acionistas a Embraer, a Finep, o BNDES e a Desenvolve SP, instituição financeira do governo de São Paulo voltada ao fomento à inovação. O fundo é gerido pelo Portcapital. De acordo com a Clavis, o recurso será utilizado para sustentar a expansão das operações, além de viabilizar investimentos em pesquisa e desenvolvimento que permitirão o ingresso da empresa em novas áreas da segurança da informação. 31/10/2016

Frutarom adquire a Nardi Aromas. A aquisição irá reforçar as capacidades conjuntas das nossas empresas, adicionando novos recursos em vendas, marketing, capacidade de produção e pesquisa e desenvolvimento para esta a organização combinada, bem como uma oferta mais completa de produtos. Irá também contribuir para as atividades diversificadas da Frutarom nas áreas de aromas e extratos naturais que serve de pedra angular à estratégia de crescimento da Frutarom e na promoção da sua visão ” de ser o parceiro preferido para um sucesso saboroso e saudável.” À medida em que há uma forte combinação entre aromas e extratos naturais da Nardi Aromas com o amplo portfólio da Frutarom para a indústria de bebidas, a Nardi irá desfrutar de acesso aos recursos globais da Frutarom em vários domínios, com destaque para o forte conhecimento científico e tecnológico que estabelece uma sólida base para a inovação de ponta para os próximos anos. 14/10/2016

C-Scope, fabricante brasileira de elastômeros, adquiriu a General Cable Automotiva, uma subsidiária da Phelps Dodge Group, por uma quantia não revelada. A General Cable é reconhecida como um dos maiores fabricantes de fio de cobre e em o mundo.A C.SCOPE, sediada em Guarulhos, fundada em 1997, é fabricante de artefatos de borracha e silicone, atuando em diversos setores.  19/110/2016

Opersan Resíduos Industriais compra 87,223 % do capital da All Fluentes do Nordeste. A Opersan Resíduos Industriais SA compra 87,223% do capital social de All Fluentes do Nordeste Ltda. (antiga All Metais Indústria e Comércio Ltda.) por R$ 12,7 milhões. Opersan foi fundada em São Paulo em 2004 e dedica-se ao tratamento de água industrial e águas residuais industriais perigosos no Brasil.  11/10/2016

Rede D’Or adquire a Salus Oncologia. A Clinica Salus foi fundada em 1993, com uma proposta de atendimento diferenciado no tratamento dos pacientes com câncer. Baseada numa abordagem multidisciplinar da doença, a Salus foi pioneira em oncologia do Rio de Janeiro. Rede D’Or S.A. acquires Clínica Salus for $2.9 Million 25/10/2016

Armacell adquire catarinense PoliPex. A Armacell adquiriu a empresa catarinense PoliPex, líder na fabricação de espumas de isolamento de polietileno extrudado. Com a compra, a companhia fortalece o portfólio de produtos na América Latina, e aumenta a cobertura de vendas regionais e serviços para seus principais mercados, dentre eles o HVAC-R e a construção civil. O valor da negociação não foi revelado.  A partir da aquisição, a Armacell passa a operar a unidade fabril da PoliPex em Florianópolis, além da fábrica de Pindamonhangaba (SP).   No ano passado, a empresa obteve faturamento de R$ 43 milhões. 21/10/2016

Alliar movimenta mais de R$ 760 milhões em IPO. O mercado de ações teve ontem sua primeira abertura de capital em cerca de um ano e meio. A oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da empresa de diagnósticos Alliar movimentou mais de R$ 760 milhões, segundo fontes que acompanharam a transação. 27/10/2016

Dasa compra maior rede de laboratórios do Nordeste. A Diagnósticos da América S.A. (Dasa) informou nesta quinta-feira que ontem aprovou a aquisição da totalidade do capital da Laboratório de Análises Clínicas Gilson Cidrim Ltda, do Recife, em Pernambuco. A administração da Dasa afirmou que vai avaliar se essa aquisição precisa ser submetida à ratificação pelos acionistas da companhia em assembleia …  27/10/2016

Família Burmaian passa a deter quase 100% das ações PN do banco Sofisa. O Banco Sofisa informou, por meio de fato relevante, a realização com sucesso do leilão para aquisição de ações que viabilizou o fechamento de capital da instituição financeira de médio porte. De acordo com o comunicado, após a liquidação das operações no leilão, em 28 de outubro, os controladores do Sofisa, a família Burmaian, passarão a deter 99,09% ações preferenciais (PN) da instituição financeira. “As ações deixarão de integrar o Nível 2 da BM&FBovespa no dia imediatamente após o encerramento do leilão, passando ao segmento tradicional da BM&FBovespa até a manifestação da CVM [Comissão de Valores Mobiliários] quanto ao deferimento do cancelamento do registro”, informou o banco. No leilão de ontem, as ações foram adquiridas pelo preço unitário de R$ 4,50, totalizando R$ 57,67 milhões.26/10/2016

Weg adquire negócio de turbinas eólicas da Northern Power Systems. A Weg anunciou a aquisição do negócio de turbinas eólicas “utility scale” da Northern Power Systems (NPS). A empresa projeta, desenvolve e fabrica aerogeradores, em Barre, Vermont (EUA). Pelo acordo, a Weg se tornará a única proprietária da carteira de patentes, ativos, know-how e materiais afins, incluindo todos os desenhos, projetos, especificações e software utilizados em conexão com o projeto e manutenção de aerogeradores com mais de 1,5 megawatts de capacidade nominal (“utility-scale”). O valor do negócio não foi revelado. 26/10/2016

Suzano compra ativos florestais e pequena hidrelétrica. A Suzano Papel e Celulose comprou ativos florestais e imobiliários da Companhia Siderúrgica Vale do Pindaré e da Cosima – Siderúrgica do Maranhão no valor equivalente a US$ 245 milhões. Além disso, a fabricante anunciou a compra de uma pequena central hidrelétrica da Mucuri Energética, da Queiroz Galvão Energia. Também ontem a companhia assinou contrato para comprar da Queiroz Galvão Energia a totalidade das ações da Mucuri Energética, que possui uma pequena central hidrelétrica nos municípios de Carlos Chagas e Pavão, com capacidade de geração equivalente a 19 MW médios, pelo equivalente a US$ 14 milhões.26/10/2016

Plasson compra 70% das ações da ATI Sangyo Equipamentos Avícola. A Plasson do Brasil Ltda, tradicional fabricante de equipamentos para a avicultura e suinocultura, com sede em Criciúma (SC), informou que adquiriu 70% das ações da ATI  Sangyo Equipamentos Avícolas. A finalização da negociação se dará em 90 dias, sujeita à assinatura definitiva de transferência das ações e confirmação das informações levantadas em “due diligence” durante o mês de julho. De acordo com o comunicado, a negociação foi aprovada pelo Conselho de Administração da Plasson em reunião realizada no último dia 26.  17/08/2016

Klabin compra Embalplan e Hevi Embalagens por R$187 mi. A Klabin anunciou nesta terça-feira a compra da empresa de embalagens Embalplan, do Paraná e das instalações industriais para produção de caixas de papelão ondulado da empresa Hevi Embalagens, do Amazonas, em operação com valor combinado 187 milhões de reais. Segundo a companhia, as aquisições elevarão a capacidade total de produção de caixas de papelão ondulado da Klabin em 70 mil toneladas anuais, equivalentes a uma alta de 10 por cento da capacidade atual. 25/10/2016

Fusão cria uma das maiores empresas de tecnologia em saúde do Brasil. Plataforma é utilizada por 13 mil médicos, 24 mil farmácias e laboratórios, redes como Hospital Israelita Albert Einstein, HCor, Fleury e Sabin, transmite cerca de 400 mil resultados de exames por mês e com sua solução de pagamentos estima transacionar R$1,4 bilhões em 2017. A Vitta (vitta.me), desenvolvedora de tecnologias de gestão e pagamentos para clínicas e hospitais, eleita uma das empresas promessas do Brasil pela Endeavor e Banco JP Morgan, investida pela Arpex Capital e Finvest, acaba de se fundir à Katu Sistemas, proprietária do ClinicWeb, primeiro prontuário eletrônico na nuvem do Brasil. Com a fusão, a empresa torna-se uma das maiores nacionais de tecnologia em saúde, líder no mercado de prontuários eletrônicos em nuvem no país, com mais 9 milhões de pacientes. No ano de 2017, a solução deve gerar uma economia de R$2,3 bilhões no setor de saúde e estima transacionar R$1,4 bilhões com seu sistema de pagamentos. 25/10/2016

Device incorpora a 4Core. A Device Corporate, instalada no Tecnosinos, acaba de adquirir a 4Core, companhia mineira especializada em produtos de segurança da informação. Criada pelos sócios William Sousa de Lima e Rodrigo Camarão, a 4Core surgiu há quatro anos e tem escritórios em São Paulo e Belo Horizonte. “De acordo com a estratégia elaborada pela Device Corporate, vimos que a 4Core complementa a oferta de serviços que a Device IT oferece para os clientes. A Device absorverá a gestão da 4Core, deixando-os mais focados no desenvolvimento das aplicações”, explica Luciano Weber, CEO da Device. A 4Core atua na integração do mundo da indústria com a tecnologia – a chamada Indústria 4.0. A companhia fornece produtos cloud, appliances de segurança e scanner de vulnerabilidades. 24/10/2016

Sentimonitor adquire Vórtio. A gaúcha Sentimonitor, empresa de tecnologia para inteligência e monitoramento de mídias sociais, acaba de incorporar a carioca Vórtio, empresa de tecnologia de big data para dados sociais. Com a aquisição, a Sentimonitor expande sua equipe comercial e de atendimento no Rio de Janeiro e em São Paulo. Além disso, a companhia consolida seu portfólio de produtos de análise e insights a partir de grandes volumes de dados, em especial postagens e interações nas redes sociais.24/10/2016

JHSF vende banco de terras residenciais por R$ 20,5 milhões. A JHSF Participações informou que fechou acordo para a venda de banco de terras (landbank) residenciais, por meio da alienação das quotas da controlada Capital Incorporações, pelo valor de R$ 20,5 milhões. O pagamento realizado até esta segunda-…24/10/2016

 

 

Do Blog FUSÕES & AQUISIÇÕES