Fronteira do Brasil com o Paraguai será reaberta em pontos estratégicos

Fronteira do Brasil com o Paraguai será reaberta em pontos estratégicos

fronteira

A ministra da Indústria e Comércio do Paraguai, Liz Cramer, anunciou a criação de centros logísticos de compras nas cidades que fazem fronteira com o Brasil e Argentina.

Os pontos de comércio estão sendo definidos pelas autoridades locais, mas serão aos mesmos moldes do que já acontece na linha internacional entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, o consumidor faz a compra pela internet e recebe a compra nos locais definidos.

O presidente da Câmara de Comércio de Pedro Juan Caballero, Victor Barreto, disse que a expectativa é que as fronteiras sejam reabertas gradativamente.

“Data não temos ainda, mas em outubro a gente acredita que vai flexibilizar primeiro em Ciudad del Este, Salto del Guairá e depois Pedro Juan Caballero”, ressaltou Barreto que ainda reforçou que mesmo com o dólar alto turista turistas.

“Estamos otimistas, porque mesmo com o dólar alto as pessoas vem comprar, mesmo que coisa coisa e isso movimenta nossa economia. É bom para todo mundo ”, concluiu.

De acordo com as informações do jornal ABC Color, a Direção Nacional de Aduanas está definindo como retorno dos centros de logística comercial que serão instalados nas áreas primárias das cidades fronteiriças com o Brasil.

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Rivas, anunciou que será assinado nesta quarta-feira um acordo para autorizar os centros logísticos de fronteira.

As vendas feitas on-line e os compradores escolhidos seus produtos em pontos adquiridos na fronteira com o Brasil.

Rivas confirmou que uma reabertura gradual das fronteiras ainda está em curso.

Os chamados “delivery na fronteira”, funcionarão para os dois países. Tanto brasileiros podem comprar on-line e retirar uma mercadoria de carros comerciais do lado paraguaio, quanto turistas paraguaios podem fazer o mesmo.