Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4807 36190128 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.4948 37128072 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4807 36190128 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.4948 37128072 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4807 36190128 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.4948 37128072 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4807 36190128 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.4948 37128072 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Formalização no Ministério do Turismo cresce 35% este ano

Formalização no Ministério do Turismo cresce 35% este ano

 

De janeiro a outubro deste ano, o Ministério do Turismo registrou 10.316 novos cadastros no sistema que formaliza as pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor – o Cadastur. (Foto: Divulgação).

De janeiro a outubro deste ano, o Ministério do Turismo registrou 10.316 novos cadastros no sistema que formaliza as pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor – o Cadastur. (Foto: Divulgação).

De janeiro a outubro deste ano, o Ministério do Turismo registrou 10.316 novos cadastros no sistema que formaliza as pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor – o Cadastur. Em janeiro, 829 cadastros foram realizados e em outubro, esse número chegou a 1.123, um crescimento de 35%. No mesmo período no ano passado, foram cadastrados 8.888 novos empreendimentos e profissionais.

Esse crescimento é resultado de uma série de medidas que estão sendo tomadas pelo Ministério do Turismo com o objetivo de melhorar a qualidade dos serviços prestados aos turistas. “Nossa intenção é acabar com a informalidade do setor e, com isso, qualificar o atendimento e a experiência dos visitantes”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

O ministro anunciou em abril que a fiscalização sobre os serviços iria aumentar. A formalização do setor é uma das metas do Plano Brasil + Turismo, um pacote de medidas para impulsionar o turismo no país. Em junho, o MTur abriu um edital para seleção de novos fiscais e, em setembro, os servidores começaram a atuar no reforço a fiscalização.

Os anúncios impactaram diretamente o cadastramento dos prestadores. Prova disso é que o número de novos cadastros começou a subir em maio, com pico de novos cadastros em agosto. Para a coordenadora-geral de Cadastramento e Fiscalização de Prestadores de Serviços Turísticos, Tamara Galvão, o crescimento é resultado de um esforço que vem sendo realizado pelo departamento em parceria com as secretarias estaduais e municipais de turismo e que ainda trará bons frutos para o turismo. “Estamos na direção certa. Reforçamos nossa equipe, ampliamos a comunicação com a ponta e vamos criar mecanismos para evitar a pirataria em nosso setor”, afirmou.

NOVO CADASTUR 

O próximo passo da Coordenação-Geral de Cadastramento e Fiscalização é a modernização do sistema de cadastro de prestadores, o Cadastur. A expectativa é que os processos sejam feitos de forma digital, para facilitar e incentivar novos cadastros. Os testes no novo sistema já estão em andamento e a expectativa é lançar no primeiro semestre de 2018.