Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5029 36246760 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5163 37190176 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5029 36246760 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5163 37190176 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5029 36246760 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5163 37190176 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402368 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403872 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5029 36246760 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5163 37190176 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Fiems ativa Impostômetro para mostrar quanto cidadão paga

Fiems ativa Impostômetro para mostrar quanto cidadão paga

Ao lançar a campanha “Acorda MS – Chega de Impostos”, nesta terça-feira (01/03), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, ativou o “Impostômetro”, um painel que mostrará, de segundo em segundo, os valores dos impostos federais e estaduais que a população paga diariamente desde janeiro deste ano.

Segundo Sérgio Longen, a ativação do “Impostômetro” é uma parceria com a Associação Comercial de São Paulo e serve para repassar conhecimento para a população estadual. “As pessoas perguntam porque não temos esse acompanhamento aqui, então lançamos um produto a mais para mostrar que a sociedade de Mato Grosso do Sul também não aguenta mais pagar imposto. É importante para que as pessoas possam acompanhar o que elas pagam de tributos”, afirmou.

Neste ano, sul-mato-grossenses já pagaram R$ 1,6 bilhão em impostos estaduais e federais

Neste ano, sul-mato-grossenses já pagaram R$ 1,6 bilhão em impostos estaduais e federais

O presidente da Fecomércio-MS, Edison Araújo, também destacou a importância de a população observar o quanto paga em impostos. “O que vale é mostrar para a sociedade quanto o governo arrecada em impostos e quanto ele devolve em benefícios para o cidadão, ou seja, nada, pois não temos saúde, segurança, educação e transporte público”, declarou.

Na avaliação do presidente da Faems, Alfredo Zamlutti Júnior, as pessoas têm um desconhecimento em relação aos impostos, então é relevante mostrar o quanto está sendo recolhido. “No momento que a população vai ter uma visão daquilo que está sendo arrecadado, ela passa entender o movimento, mas não basta mostrar, é preciso através da imprensa e comunicação, informar a população o que são os impostos, para que ele passe a entender o movimento das entidades”, falou.

Já de acordo com o presidente da Famasul, Mauricio Saito, o conhecimento sobre o imposto arrecadado é fundamental para que haja uma cobrança por parte da população. “Toda vez que temos de uma maneira transparente as informações para a sociedade, todos nós, enquanto entidade civil, temos a possibilidade de fazer uma cobrança efetiva para que as pessoas tenham a resposta sobre aquilo que elas produzem e que o governo arrecada em impostos”, disse.

Para o presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche, com o painel de valores a população tem uma noção exata de quanto está recolhendo e o que pode avaliar sobre o governo. “A sociedade brasileira não aguenta mais ficar pagando imposto, então isso é importante para que ela reflita o que quer para o futuro. O governo não pode sobreviver de imposto, ele tem que sobreviver da produção, da geração de emprego, todo país que dependeu só de imposto foi pra baixo, então temos que pensar na produção, na geração de empregos”, finalizou.

Assessoria Fiems