Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402496 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 404000 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4899 36242248 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5042 37188368 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402496 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 404000 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4899 36242248 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5042 37188368 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402496 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 404000 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4899 36242248 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5042 37188368 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402496 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 404000 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4899 36242248 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5042 37188368 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Estudo do Ministério do Turismo aponta que intenção de viajar de avião cresce 11% no último ano

Estudo do Ministério do Turismo aponta que intenção de viajar de avião cresce 11% no último ano

 

Aeroporto de Brasília. Foto-Fábio Maciel. Ascom-Decea

Nordeste ainda é o destino preferido da maioria dos potenciais viajantes, com 44,8% das indicações. (Fot: Fábio Maciel/Ascom-Decea).

A velocidade e o conforto estão entre os fatores que motivam cada vez mais o brasileiro a optar pela viagem de avião. De acordo com estudo do Ministério do Turismo, divulgado nesta terça-feira, 63,1% dos que pretendem viajar até dezembro utilizarão o avião como meio de transporte, um percentual 11% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

O desejo de viajar de carro também cresceu. De 23,6%, em julho do ano passado, para 27,3% neste ano, enquanto que a de ônibus diminuiu de 10,2% para 8%. A Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem revelou ainda que a viagem em família e os destinos turísticos nacionais permanecem entre as preferências dos viajantes. Entre os brasileiros que pretendem viajar acompanhados nos próximos seis meses, 89,8% devem seguir com cônjuges, filhos e outros parentes.

A intenção de viajar pelo Brasil superou o desejo de viajar para o exterior nos próximos seis meses de acordo com o estudo. A biodiversidade, as riquezas culturais e o patrimônio histórico são alguns dos fatores que motivaram 78,4% dos potenciais viajantes a optar pelos destinos turísticos nacionais. Apenas 20% dos entrevistados pretendem visitar outros países.

O Nordeste ainda é o destino preferido da maioria dos potenciais viajantes, com 44,8% das indicações. O Sudeste é a segundo mais desejado com 23,7%, seguida pelo Sul (19,3%), Centro-Oeste (6,8%) e Norte (5,4%).

Entre os meios de hospedagem, a sondagem mostra que os hotéis e pousadas permanecem como os meios de hospedagem preferidos por 52,3% dos entrevistados. Um crescimento de 5,6% em relação a julho de 2015. A casa de parentes e amigos foi o segundo meio de hospedagem mais apontado, com 38,6% das preferências.

A Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem é realizada todos os meses em Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Juntas, as sete capitais brasileiras monitoradas representam 70% do fluxo turístico do Brasil. (Por Pedro Fideles, do MTur).