Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402512 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 404064 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5347 35003016 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5515 35910056 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402512 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 404064 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5347 35003016 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5515 35910056 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402512 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 404064 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5347 35003016 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5515 35910056 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402512 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 404064 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5347 35003016 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5515 35910056 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Estado já ganhou mais de 5 mil novas empresas em 2020

Estado já ganhou mais de 5 mil novas empresas em 2020

empresas novas

No mês de agosto, dados da Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso o Sul), órgão vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), mostram que no Estado de Mato Grosso do Sul 753 novas empresas foram criadas, sendo este o segundo maior resultado visto ao longo deste ano, ficando abaixo apenas do mês anterior, que atingiu recorde histórico.

Os números surpreendem porque mostram o avanço do empreendedorismo no Estado mesmo em época de pandemia. Entre janeiro e agosto, por exemplo, 5.152 empresas foram constituídas no Estado, sendo o maior patamar contabilizado desde 2013 e 6% a mais que no mesmo período do ano anterior, quando Mato Grosso do Sul registou 4.858 novas empresas.

Os dados da Jucems não incluem os MEI’s – Micro Empreendedores Individuais, que são constituídos de forma virtual em portal próprio do Governo Federal.

“Os números mostram números extremamente positivos para a economia de Mato Grosso do Sul, refletem que os empreendedores estão acreditando no processo de retomada e nós sugerimos cautela neste momento que ainda é de transição. E setor de serviços ao mesmo tempo que foi o mais impactado, consegue se recuperar, mostrando uma nova dinâmica da economia”, afirma o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro.