Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402448 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403952 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5294 36315224 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5441 37259920 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402448 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403952 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5294 36315224 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5441 37259920 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402448 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403952 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5294 36315224 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5441 37259920 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402448 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403952 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5294 36315224 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5441 37259920 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Estado ganha 662 novas empresas em agosto

Estado ganha 662 novas empresas em agosto

empresas

Depois de melhor julho em 6 anos, Mato Grosso do Sul teve o melhor agosto em 5 no quesito abertura de empresas. Segundo a Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul), 662 novos CNPJs (Cadastros Nacionais de Pessoas Jurídicas) foram registrados durante o mês de agosto, melhor desempenho para o período desde 2014.

O setor de serviços teve o melhor desempenho, com 409 cadastros, seguido do comércio com 220 e da indústria, 33.

Campo Grande concentrou o maior número de novos empreendimentos, foram 260 no total. Dourados ficou em segundo lugar com 78 e Três Lagoas teve 36 novas aberturas.

Ainda conforme divulgou a Jucems nesta quinta-feira (5), entre janeiro e agosto, foram abertas 4.858 empresas no Estado. Também é o maior saldo acumulado em 5 anos.

Via assessoria de imprensa, o presidente da Junta, teve, comentou que chama a atenção para o setor líder de abertura de empresas em agosto, Restaurantes e Similares, com 24 novos cadastros. “Esse setor é o primeiro a sentir quando o orçamento da família fica mais apertado. Corta-se o lazer. Havendo recuperação no consumo, as pessoas passam a sair mais pra jantar, consequentemente o setor aquece”.