Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3245 8741416 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3351 9257296 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3245 8741416 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3351 9257296 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3245 8741416 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3351 9257296 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3245 8741416 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3351 9257296 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Energia vai ficar 7,19% mais cara a partir desta sexta-feira em MS

Energia vai ficar 7,19% mais cara a partir desta sexta-feira em MS

A ANEEL aprovou na manhã desta terça-feira, durante Reunião Pública de Diretoria, o reajuste tarifário da concessionária Energisa Mato Grosso do Sul Distribuidora de Energia S/A. O índice médio é de 7,19%.

Para os consumidores residenciais (Classe B1), o reajuste será de 7,38%. Os novos valores serão aplicados a partir da próxima sexta-feira para 970 mil unidades consumidoras localizadas em 73 municípios do Mato Grosso do Sul.

Os novos valores serão aplicados a partir da próxima sexta-feira para 970 mil unidades consumidoras localizadas em 73 municípios do Mato Grosso do Sul

Os novos valores serão aplicados a partir da próxima sexta-feira para 970 mil unidades consumidoras localizadas em 73 municípios do Mato Grosso do Sul

“O que podemos comemorar é que desta vez o reajuste será abaixo de duas casas decimais, mas precisamos considerar que incide sobre um patamar que está alto”, diz a presidente do Conselho dos Consumidores de Energia Elétrica da Área de Concessão da Energisa/MS, Rosimeire Cecília da Costa, que no Conselho representa a Fecomércio MS.

Rosimeire destaca que com o nível dos reservatórios de hidrelétricas em 58% e vigência da bandeira verde, ou seja, sem acréscimo na tarifa, pela primeira vez desde que as bandeiras entraram em vigor, o efeito do reajuste deve ser neutralizado na percepção do consumidor.

“O que traz preocupação é o impacto do excesso de energia, porque as empresas contrataram no mesmo patamar do ano anterior, mas a atividade industrial está desacelerada e a demanda caiu”. Rosimeire lembra, porém, que o Setor Elétrico já repactua os contratos para que o consumidor não seja penalizado por isso.

Com informações da Fecomércio/MS