Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3118 8744344 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3215 9260224 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3118 8744344 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3215 9260224 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3118 8744344 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3215 9260224 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3118 8744344 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3215 9260224 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Dourados implanta gratificação de produtividade na Saúde

Dourados implanta gratificação de produtividade na Saúde

 

Gratificação é para o profissional médico que ultrapassar 480 consultas. (Foto: Assecom/Arquivo).

Gratificação é para o profissional médico que ultrapassar 480 consultas. (Foto: Assecom/Arquivo).

A prefeita Délia Razuk regulamentou, conforme decreto publicado na edição de 29 de maio de 2017, do Diário Oficial do Município, o sistema de concessão de gratificação por produtividade aos ocupantes de cargos do Grupo Saúde Pública. Com essa medida, segundo o secretário da pasta, Renato Vidigal, a Prefeitura estabelece metas e objetiva assegurar melhor atendimento aos usuários do SUS.

“Estamos criando serviços, como a Ortopedia Pediátrica na Policlínica de Atendimento Infantil (PAI), que a dona Délia colocou para funcionar em maio, e estimulando os profissionais que atuam nos PSFs (Programas Saúde da Família) a cumprirem uma rotina com 480 consultas como padrão mínimo de atendimento e a cada novo bloco de atendimento sobre esse limite, instituindo incentivos de 10% até o limite de 50%”, disse o secretário, ao comentar o decreto municipal.

Isso significa que para ter a chance de ganhar incentivo de produtividade, o médico tem que ultrapassar o numero de 480 atendimentos por mês. Até então o incentivo era pago de forma fixa, independente do numero de atendimento mínimo, ou seja, médicos que atendiam menos de 200 pacientes/ mês ganhavam a produtividade.

Com essa proposta, a Prefeitura espera envolver todos os 60 profissionais do quadro de Saúde da Família no cumprimento das metas estabelecidas. Até o mês passado, por exemplo, conforme levantamentos da Secretaria, apenas uma médica havia cumprido a meta. “É isso que queremos evitar, porque o programa pretende assegurar a permanência do profissional nas unidades de saúde, remunerar bem quem trabalha e aumentar os índices de atendimento”, comenta Renato Vidigal.

De acordo, ainda, com o secretário, a área de Saúde, sempre considerada um dos gargalos na Administração Pública nacional, deve ser tratada com a participação coletiva, envolvendo não só profissionais e usuários dos serviços, como toda a comunidade. Para isso, a Prefeitura dispõe do Portal da Transparência, canal através do qual todo cidadão pode acompanhar o desempenho das receitas e despesas do Município e o rendimento que cada servidor recebe pela colaboração.

Basta clicar no endereço disponibilizado pela página oficial da Prefeitura e conferir: http://egov2.dourados.ms.gov.br/transparencia/publico/linkList.xhtml?cliente=pmdrs&grupo=3.