Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401160 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401432 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3008 8742136 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3109 9258016 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401160 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401432 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3008 8742136 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3109 9258016 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401160 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401432 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3008 8742136 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3109 9258016 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401160 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401432 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3008 8742136 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3109 9258016 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Dourados é pré-selecionada para receber mídia em evento da tocha

Dourados é pré-selecionada para receber mídia em evento da tocha

O Ministério do Turismo (MTur) divulgou nesta semana a classificação preliminar dos cinco municípios que receberão a visita de jornalistas e blogueiros durante o revezamento da tocha olímpica. Dentre os destinos pré-selecionados, das 22 propostas enviadas ao Mtur, a cidade Dourados foi a única classificada da Região Centro-Oeste. A ação levará a imprensa para conhecer os principais atrativos de cada região. Santarém (PA), Cabo Frio (RJ), Joinville (SC) e Porto Seguro (BA) também entraram na lista.

Das 22 propostas enviadas ao Mtur, a Dourados foi a única classificada da Região Centro-Oeste

Das 22 propostas enviadas ao Mtur, a Dourados foi a única classificada do Centro-Oeste

O resultado preliminar está disponível no portal do MTur e a divulgação final, após análise de eventuais recursos, será no dia 30 de março. Foi selecionado um município de cada macrorregião brasileira, conforme previsto no edital do processo seletivo do Press Trip – Destinos do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016.  O projeto é destinado às cidades de pernoite da tocha olímpica, que não sejam capitais estaduais.

Um roteiro preparado estrategicamente que retrata o potencial econômico, o agronegócio, a educação, a gastronomia e a cultura de Dourados foi o ponto determinante para a pré-seleção do município, segundo a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Dourados, Elizabeth Salomão. “Buscamos preparar um roteiro com pontos de visitação consistentes que realmente retratem nossos potenciais, foi um trabalho intenso de equipe. Agora vamos aguardar para que seja concretizada a escolha”, ressaltou.

De acordo com o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Nelson Cintra, a passagem da tocha olímpica será um momento histórico para o estado e seguramente Dourados será contemplada com o press trip, onde jornalistas e blogueiros vão conhecer e divulgar as atrações turísticas do município. “Estamos extremamente felizes com a notícia, momento único para Dourados e todo estado”, garantiu.

O objetivo da iniciativa do MTur é contribuir para a divulgação dos destinos que receberão a tocha olímpica, a partir do dia 3 de maio. O revezamento é a principal oportunidade para dar visibilidade aos atrativos turísticos de todas as regiões do país, em um momento no qual o Brasil estará no centro das atenções devido à realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Com a divulgação do resultado preliminar nesta segunda-feira (14) fica aberto, por cinco dias úteis, o prazo para apresentação de recursos. As contestações devem ser enviadas para o endereço incentivo.viagens@turismo.gov.br.

TOUR DA TOCHA

A tocha olímpica será acesa na cidade grega de Olímpia, dia 21 de abril. Após um rapidinha trajeto pelo país europeu, será entregue ao Brasil dia 27 do mesmo mês. Em 3 de maio terá início, em Brasília, o revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016. Serão visitadas mais de 300 cidades em 95 dias.

Em Mato Grosso do Sul, a tocha vai pernoitar em Dourados e Campo Grande, chamadas “cidades de celebração”. A passagem da tocha no estado é uma oportunidade para promover os destinos para turistas brasileiros e estrangeiros.