Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3653 8742464 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3871 9297936 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3653 8742464 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3871 9297936 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3653 8742464 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3871 9297936 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3653 8742464 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3871 9297936 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

DNIT suspende licitação de R$ 32 mi para obras na BR-267

DNIT suspende licitação de R$ 32 mi para obras na BR-267
Edital previa recuperação e conservação de trecho da BR-267 no Estado (Foto: Reprodução/Dnit)

Edital previa recuperação e conservação de trecho da BR-267 no Estado (Foto: Reprodução/Dnit)

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) suspendeu licitação de R$ 32,7 milhões para obras de manutenção e conservação da rodovia BR-267 em Mato Grosso do Sul. O texto foi publicado na edição desta terça-feira (27) do Diário Oficial da União (DOU).

Conforme o edital, hoje estava prevista a abertura das propostas de empresas candidatas a executar o serviço no trecho entre Nova Casa Verde, distrito de Nova Andradina, até Nova Alvorada do Sul. Não foi divulgado o motivo da suspensão.

A licitação previa restauração de trecho entre Casa Verde, distrito de Nova Andradina, e o entroncamento com a BR-163, em Nova Alvorada do Sul. A contratação tinha objetivo de manter a acostamentos e faixa de domínio em condições seguras de trafegabilidade.

Entre os serviços previstos estavam a recuperação de defeitos no pavimento; manutenção da sinalização horizontal; limpeza e conservação da faixa de domínio, drenagem, defensas, guarda-corpos e caiação (pintura com cal); além de controle da vegetação.

No início de agosto, o Dnit contratou a Civilpav Construções LTDA para recuperação e conservação de outro trecho da BR-267, de 104,8 quilômetros, entre a ponte sobre o Rio Perdido e a fronteira do Brasil com o Paraguai, em Porto Murtinho. O vínculo foi orçado em R$ 12,7 milhões.

Em Mato Grosso do Sul, a BR-267 começa na divisa com São Paulo, em Bataguassu, e termina em Porto Murtinho, na fronteira com o Paraguai.