Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4135 8745584 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.4275 9261464 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4135 8745584 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.4275 9261464 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4135 8745584 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.4275 9261464 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400968 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401240 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4135 8745584 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.4275 9261464 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Galassini diz na Câmara que viabilidade definiu Dourados

Galassini diz na Câmara que viabilidade definiu Dourados
camara-solenidade-coamo-reduz

Vereadores com o presidente da Coamo, José Aroldo Galassini. (Foto: Tiago Morais/CMD).

Ao agradecer pelo título de Amigo Honorário da Câmara Municipal de Dourados, que recebeu na noite desta segunda-feira, dia 05, o engenheiro agrônomo José Aroldo Galassini, presidente da Coamo Cooperativa Agroindustrial, disse que “quem escolheu Dourados para a implantação do complexo industrial de soja de R$ 650 milhões foi a viabilidade econômica”.

Em sessão solene, Galassini agradeceu muito aos vereadores pelo reconhecimento. Ele disse que ser amigo honorário é algo muito importante “porque parente você não escolhe, mas amigo você escolhe”. Galassini disse ainda que “é uma emoção receber a homenagem e que é um prazer estar em Mato Grosso do Sul”. Ele também fez um relato da história da Coamo e do investimento que a empresa fará em Dourados.

O presidente da Câmara, Idenor Machado (PSDB), expressou sentimento de gratidão pelos investimentos da Coamo em Dourados. Primeiro, em 2012, a cooperativa implantou uma unidade de recebimento de soja de grande porte. Agora vai investir R$ 650 milhões numa esmagadora de soja e uma indústria de refino de óleo de soja.

“Sua história de sucesso se funde à história de sucesso da Coamo”, disse Idenor a Galassini, justificando a homenagem. Idenor destacou a geração de emprego e renda e a segurança para a produção no campo com a nova estrutura de armazenamento e processamento dos grãos.

“A homenagem que fazemos hoje é mais do que justa”, disse Idenor no encerramento da sessão solene. “As pessoas perguntam: porque cresce, cresce? A resposta é: Porque trabalha, trabalha e honra seus compromissos”, afirmou o presidente. Ele também destacou o grande potencial agroindustrial de Dourados e a capacidade de acolhimento e amizade do seu povo.

Alguns vereadores se manifestaram na Tribuna sobre a homenagem. O vereador Raphael Matos (PMDB) lembrou da participação da missão de vereadores de Dourados na assembleia da Coamo quando foi aprovada a indústria em Dourados. Ele disse que a cooperativa tem muito a crescer em Dourados.

Madson Valente (DEM) destacou a importância do cooperativismo na promoção do desenvolvimento, lembrando que os países ricos tem essa atividade muito forte. “Não há outra saída para o Estado falido se não for por meio da cooperação”, disse.

O vereador Alberto Alves dos Santos, o Bebeto (PR) agradeceu à Coamo por contemplar Dourados com um grande investimento.

Já o vereador Sérgio Nogueira (PSDB), disse que Dourados, a maior cidade do interior do Estado, acolhe com muito carinho a Galassini e toda a sua equipe.

Para o vereador Elias Ishy, o investimento da Coamo significa desenvolvimento econômico para Dourados e região. Ele destacou a forma como a cooperativa leva a sustentabilidade a sério.

O vereador Alan Guedes (DEM) destacou a importância da presença da Coamo para ajudar a desenvolver Dourados num momento difícil para a economia do país. “Só a iniciativa privada para ajudar os Estados e Municípios a superar este momento”, disse.

O vereador Marcelo Mourão (PSD), presidente da Comissão Permanente de Indústria, Comércio e Turismo da Câmara, destacou ao elogiar o investimento que a cidade de Dourados permanece firme, planejada e organizada mesmo neste momento de crise. Agradeceu os servidores da Coamo pelo trabalho sério, que faz a empresa crescer ininterruptamente.

O vereador Pedro Pepa (DEM) disse que a Coamo também ganha ao escolher Dourados para instalar mais um indústria, já que o município tem um grande potencial a ser explorado. Falou ainda da igualdade com que o cooperativismo trata as pessoas. “Desde o maior até o mais simples todos são tratados com igualdade”, ressalta.

A Coamo vai construir um complexo industrial em Dourados, cuja pedra fundamental foi lançada nesta terça-feira, com a presença dos vereadores. O investimento previsto é de mais de R$ 650 milhões. Será uma esmagadora de soja e uma unidade de produção e envasamento de óleo de soja. A obra começa em janeiro, na BR-163, ao lado do Posto da Capela, na saída para Caarapó.