Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3098 8703120 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3198 9147064 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3098 8703120 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3198 9147064 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3098 8703120 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3198 9147064 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401032 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 401304 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3098 8703120 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3198 9147064 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Cinco formas de se apaixonar pela região dos lagos, no Rio de Janeiro

Cinco formas de se apaixonar pela região dos lagos, no Rio de Janeiro

 

A região dos lagos é um paraíso de sol e de praias de águas transparentes e uma tonalidade de azul que deixa qualquer um de queixo caído. Esse cantinho do litoral privilegiado por ter sol quase o ano inteiro é muito visitado pelos cariocas nos feriados e férias de fim de ano, mas também tem projeção internacional. É aqui que estão Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio (o ABC do Rio).

A beleza das praias e a badalação em torno delas são o principal atrativo da  região dos lagos. Em Cabo Frio, conheça as praias do Peró, do Foguete, do Forte e das Dunas. Em Búzios, a Geribá é famosa e badalada. Só em Arraial do Cabo são sete praias, sendo algumas com acesso apenas por trilhas ou barcos, o que as tornam ainda mais especiais.

Cabo Frio é o centro da história da região. É a 7ª vila erguida no Brasil e a 5ª do Rio de Janeiro. O Bairro da Passagem, que já foi habitado pela família real portuguesa e por escravos na época da colonização, hoje leva um ar de história e boemia. Bares charmosos com música ao vivo e construções tombadas pelo Iphan dão a cara do local, que vale ser visitado com um guia que relembre a história.

Entre uma praia e outra, um fato e outro da história, se perca nas compras! Em Búzios, todas as marcas estão reunidas na rua das pedras. As lojas são charmosas, com vista para o mar, e as galerias te fazem querer prolongar o tempo ali. Em Cabo Frio, não perca a Rua dos Biquinis: 400 metros e quase 100 lojas de moda praia. Os preços começam em R$20 e tem para todos os gostos!

O clima e as mais variadas formas de praia (enseadas ou mar aberto) da região dos lagos permite a prática de vários esportes. De maio e outubro, Cabo Frio fica perfeito para o surf. Não à toa, Arraial é conhecida como a capital do mergulho. É possível ver peixes, corais e até naufrágios não tão longe da costa. Em Búzios, tem um pouco de tudo: stand up pode ser uma boa opção nas praias mais calmas.

Não há um tipo de gastronomia específica na região dos lagos. Ali, encontra-se de tudo: comida japonesa, thailandesa, árabe, italiana e de frutos do mar. Prove os frutos do mar e os peixes! Muitos são pescados e limpos no porto da cidade mesmo, mais frescos impossível! Acompanhe o calendário de festivais gastronômicos da região – de 2 de setembro a 2 de outubro acontece o Cabo Frio Sabores – e se delicie! (Por Juliana Boechat, do MTur).