Chapa União pela Ordem promove o 1º Happy Hour da Mulher Advogada

Chapa União pela Ordem promove o 1º Happy Hour da Mulher Advogada
Chapa “União Pela Ordem”, que tem como candidatos Alexandre Mantovani (presidente) e Raíssa Moreira (vice), promove nests quarta-feira o 1º Happy Hour da Mulher Advogada

Chapa “União Pela Ordem”, que tem como candidatos Alexandre Mantovani (presidente) e Raíssa Moreira (vice), promove nests quarta-feira o 1º Happy Hour da Mulher Advogada

O fortalecimento do papel da mulher no exercício da advocacia e os desafios enfrentados por essas profissionais no mercado de trabalho. Essas serão algumas das pautas que serão debatidas no 1º Happy Hour da Mulher Advogada, que acontece nesta quarta-feira (7) no espaço da DZM Eventos, em Dourados.

O encontro é promovido pela chapa “União Pela Ordem”, que disputa no próximo dia 20 o comando da 4ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) para o triênio 2019/2021. A chapa 2 tem como  candidato a presidente o conselheiro federal da OAB, Alexandre Mantovani, e como vice-presidente a jovem advogada Raissa Moreira.

Conforme Raissa, o evento está sendo organizado pelas mulheres que formam a chapa 2 e tem o intuito de estimular o debate e a participação das mulheres na construção das políticas afirmativas ligadas ao exercício da advocacia. “Estamos preparando tudo com muito carinho para que tenhamos um ambiente agradável e de confraternização, mas, acima de tudo, de debate e troca de experiências e de apresentação de ideias e propostas entre às mulheres advogadas de Dourados e Itaporã”, destacou.

MULHERES

A participação efetiva e a valorização das mulheres advogadas são algumas das grandes bandeiras defendidas por Alexandre Mantovani e Raissa Moreira. Entre às principais propostas previstas no programa de trabalho da chapa está o acompanhamento a política nacional de apoio e valorização da Mulher Advogada, implementando-a de acordo com o provimento Nº 167-4/2015do Conselho Federal da OAB, a defesa da Mulher Advogada, seja na violação de prerrogativas profissionais, pessoais e, em especial, sua dignidade, o atendimento prioritário para a advogada gestante em todas as frentes em que atuar, seja na esfera judicial quanto na extrajudicial.

Também está previsto o desenvolvimento de campanhas de conscientização contra o assédio sexual de advogadas, servidoras e estagiárias no meio jurídico e estimular e ampliar a participação da mulher advogada na OAB, em especial na 4ª Subseção, não somente na comissão da Mulher Advogada, como em todas as comissões, fomentando a realização de discussões de discussões de temas específicas e gerais.