Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402304 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 403808 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4889 36535176 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5041 37489152 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402304 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 403808 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4889 36535176 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5041 37489152 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402304 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 403808 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4889 36535176 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5041 37489152 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402304 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0001 403808 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.4889 36535176 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5041 37489152 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Cesta básica tem queda de 2,1% em Dourados, revela Procon

Cesta básica tem queda de 2,1% em Dourados, revela Procon
Os produtos apresentaram variação significativa de um estabelecimento para outro. O açúcar, 5 kg, teve diferença de 57,45%. (Foto-Divulgação).

Os produtos apresentaram variação significativa de um estabelecimento para outro. O açúcar, 5 kg, teve diferença de 57,45%. (Foto-Divulgação).

A Prefeitura de Dourados, por meio do Procon  (Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor) realizou pesquisa de preços dos produtos que compõem a cesta básica em dez supermercados da cidade e constatou que em relação à pesquisa do mês de anterior houve queda nos preços dos produtos da cesta básica em 2,1%.

Nesta pesquisa, realizada na terça-feira (9), foram coletados preços de 28 itens, sendo considerados para levantamento produtos pré-definidos. Os itens estão sendo divulgados nesta pesquisa.

Os produtos apresentaram variação significativa de um estabelecimento para outro, onde o açúcar 5 kg teve diferença de 57,45%; o alho 200 gramas teve diferença de 158,03%; já a dúzia de ovos teve diferença de 47,70%, enquanto que o quilo do sal apresentou diferença de 147,19%.

Foram encontrados 13 produtos com diferença superior a 100% entre os estabelecimentos com menor preço para o maior preço, como, por exemplo, o extrato de tomate 350 ml e o sabão em pó. A diferença do estabelecimento com menor preço e o de maior preço, conforme a pesquisa é de 48,7%.

Açúcar, arroz e a carne bovina (paleta) são alguns dos produtos que tiveram alta de preço entre esta pesquisa e a efetuada no início do mês de novembro de 2017.

O Procon alerta ao consumidor que fique atento às especificações contidas na embalagem, como prazo de validade, composição e peso líquido do produto.

O telefone do órgão, para informações, é 3411-7754 ou 151.​

Veja a pesquisa:

cesta-basica-ddos-janeiro18