Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402304 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403808 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5088 36042544 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5256 36985288 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402304 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403808 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5088 36042544 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5256 36985288 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402304 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403808 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5088 36042544 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5256 36985288 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0001 402304 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0002 403808 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.5088 36042544 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.5256 36985288 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Campanha para renegociar dívidas é lançada em Dourados

Campanha para renegociar dívidas é lançada em Dourados

 

saindo do sufoco 120816 (3)

Para Odilon muitos não estão inadimplentes porque querem e renegociação é oportunidade para voltar a consumir no comércio. (Foto: A. Frota).

“É brilhante essa ideia do prefeito Murilo de trazer à população a oportunidade de conseguir renegociar os seus débitos. É um importante espaço para a nossa população que é penalizada por situações, que muitas vezes independem da vontade de cada um”, disse o vice-prefeito Odilon Azambuja, durante a solenidade.

Ele lembrou que muitos não estão inadimplentes porque querem e pretendem renegociar suas dívidas, sendo oportunidade para voltar a consumir no comércio, beneficiando a todos. “Nestes momentos em que o país passa por crises, como a política e econômica, o poder público precisa estar junto às pessoas para ajudar a resolver estes problemas que podem surgir”, complementou.

O diretor do Procon, Rozemar Mattos, lembrou que o modelo adotado em Dourados deu tão certo, que foi levado a outras cidades de Mato Grosso do Sul e nesta segunda edição a a campanha é estadual. Ele ainda agradeceu às instituições que fazer parte deste projeto, tanto os parceiros Unigran e Aced, como as empresas que fazem adesão à campanha oferecendo boas condições aos consumidores que renegociam suas dívidas.

“É com as parcerias com as empresas e concessionárias do serviço público, que a gente pode fazer uma campanha desse porte. Então gostaria de agradecer aqueles que acreditam nessa iniciativa”, relata.

O diretor da Aced e conselheiro do Procon, Devanil Calazans, afirma que a campanha é importante para incentivar os consumidores a quitar suas dívidas com as empresas. “A campanha foi um sucesso no ano passado e pretendemos repetir isso este ano, ampliando a participação dos empresários e o índice de renegociação dos débitos”, disse.

A “Saindo do Sufoco II” começa nesta segunda-feira (15) e segue até o dia 15 de setembro. Os consumidores que têm débitos de qualquer natureza, seja com empresas do comércio, cartõa de crédito, financeiras, telefonia, concessionárias do serviço público, como de fornecimento de água e luz, bancos, entre outros, podem procurar o Procon.

Os clientes devem levar até a sede do Programa todos os dados que possuir da dívida e/ou o nome da empresa para qual deve. Os agentes do órgão, com o apoio de acadêmicos da Unigran para intermediar a negociação e verificar se a proposta fica vantajosa para o consumidor negociar a dívida em atraso.

Na primeira edição da camapanha, em 2015, pelo menos 95% dos casos mediados que chegaram ao órgão tiveram solução. Os consumidores ainda conseguiram desconto para negociação das dívidas, em alguns casos de até 40% do valor. Empresários ou consumidores que tem dúvidas, podem entrar em contatocom o Procon através do (67) 3411-7754.