Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401096 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401368 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3174 8756240 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3317 9752400 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401096 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401368 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3174 8756240 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3317 9752400 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401096 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401368 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3174 8756240 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3317 9752400 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 401096 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401368 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3174 8756240 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3317 9752400 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

Brasil é 1º no ranking Turismo de Aventura e MS é referência

Brasil é 1º no ranking Turismo de Aventura e MS é referência

Pesquisa apresentada durante o Fórum Econômico de Davos, na Suíça, apontou o Brasil como ideal para a prática de aventura e um dos melhores destinos turísticos do mundo. A pesquisa elaborada pelo portal americano US News & World Report, juntamente com consultoria BAV e a escola de negócios Wharton, da Universidade da Pensilvânia, foi realizada em 60 países que concentram mais de 90% do PIB do mundo.

O objetivo do estudo era “entender e quantificar a percepção global sobre as marcas países”. Entre os atributos que levaram o Brasil a ser o primeiro no ranking aventura estão: diversão, cenário e clima agradável.

Bonito é um dos principais destinos do turismo de aventura do país

Bonito é um dos principais destinos do turismo de aventura do país

Dados do Ministério do Turismo registram que 19% do total de turistas que visitam o Brasil apontam o Ecoturismo e o Turismo de Aventura como motivação central de sua viagem. Os turistas de aventura e de ecoturismo gastam, em média, US$ 3 mil por viagem, valor que representa quase o dobro da média geral. As viagens desse público duram, em média, oito dias, e eles estão dispostos a pagar mais por experiências emocionantes e autênticas.

Conforme o Ministro do Turismo, Henrique Alves, a “Natureza e ecoturismo já são o 2º principal motivo das viagens a lazer realizadas por estrangeiros no país. Sendo um dos países com maior biodiversidade e seus diversos ecossistemas, o Brasil apresenta um cenário rico para esse segmento e tenho certeza que podemos avançar ainda mais”.

O potencial do Brasil para o Ecoturismo e o Turismo de Aventura é reconhecido mundialmente. Segundo o Fórum Econômico Mundial (WEF), o Brasil ocupa o 1º lugar em recursos naturais no planeta e o 28º lugar no Índice de Competitividade Internacional do Turismo.

MS

Mato Grosso do Sul destaca-se como destino de Natureza referência em Turismo de Aventura e Ecoturismo, o que fez o Estado alcançar projeção mundial.

Bonito surpreende e encanta pelas belíssimas paisagens naturais de rios transparentes, cachoeiras, cavernas, grutas e dolinas. São atrativos e cenários únicos, aliados à preservação ambiental, lugares como a Gruta do Lago Azul, o Aquário Natural, os rios Sucuri, do Peixe, Formoso e da Prata, proporcionam emoções inesquecíveis para quem está em busca de vivências e aventuras.

Em 2015, o município recebeu pela 14ª vez o título de “Melhor Destino de Ecoturismo do Brasil” – Prêmio O Melhor de Viagem e Ecoturismo- 2015/2016, da Revista Viagem e Turismo, em parceria com o Guia Quatro Rodas, da Editora Abril, dentre outros prêmios recebidos como Gestão Sustentável do Turismo.

O destino recebeu 169.690 visitantes de janeiro a novembro de 2015 e a Gruta do Lago Azul, atrativo ícone da região nos períodos de alta temporada – janeiro e julho –  atingiu a média de 87% da sua capacidade de carga em quantidade de visitações. Com 5.210 leitos, a taxa média de ocupação nesses mesmos períodos foi em torno de 70,5% dos leitos disponíveis em Bonito.