Warning: Use of undefined constant ‘imagem - assumed '‘imagem' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400840 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401112 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3373 12308568 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3488 12941208 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: Use of undefined constant noticias’ - assumed 'noticias’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400840 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401112 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3373 12308568 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3488 12941208 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400840 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401112 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3373 12308568 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3488 12941208 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106 Warning: A non-numeric value encountered in /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php on line 52 Call Stack: 0.0000 400840 1. {main}() /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:0 0.0000 401112 2. require('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/index.php:17 0.3373 12308568 3. require_once('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-blog-header.php:19 0.3488 12941208 4. include('/home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-content/themes/IndicadorEco_2_0/single.php') /home/indicadoreconomico.com.br/public/wp-includes/template-loader.php:106

APARTAMENTO OU CASA?

APARTAMENTO OU CASA?

 

Morando em condomínio a chance de fazer amizades aumenta e torna tudo mais fácil, inclusive para as crianças . (Foto: Divulgação).

Morando em condomínio a chance de fazer amizades aumenta e torna tudo mais fácil, inclusive para as crianças . (Foto: Divulgação).

Na hora de mudar de endereço, é comum as pessoas terem dúvidas sobre as vantagens de morar em apartamento ou casa.

Independentemente se sua opção é comprar ou alugar, definir o tipo de imóvel que você deseja é parte fundamental da escolha da nova residência. E essa é uma decisão que envolve muitas questões como a segurança da sua família, espaço, opções de lazer, e tudo o mais que envolve o seu cotidiano.

Para não se arrepender da escolha é importante levar em consideração todos os aspectos que impactarão diretamente no dia a dia da sua família. As diferenças entre morar em casa ou apartamento são grandes, e morar em apartamento pode te garantir alguns benefícios, para você tomar a melhor decisão, vamos lhe mostrar quais principais vantagens de se viver em um prédio. Vamos lá!

 

Segurança

Uma das vantagens de morar em apartamento é a maior segurança, inclusive se compararmos a alguns condomínios fechados de casas. É claro que isso depende muito dos investimentos de cada condomínio; muitos prédios contam com portaria 24 horas, mas mesmo aqueles que não possuem o serviço costumam oferecer monitoramento de câmeras, entrada por cartão magnético ou digital, portas e portões eletrônicos reforçados, além de cercas e muros altos.

Além disso, a vizinhança em apartamentos é muito mais próxima, e os vizinhos têm o hábito de cooperarem naturalmente. São várias pessoas prestando atenção a movimentos estranhos nas redondezas, atentos aos barulhos, e, se mesmo assim ocorrer uma situação de perigo, sempre terão pessoas próximas para te ajudar. Isso tudo sem contar com o síndico, que é um morador que recebe para, entre outras atividades, “pensar em todos os detalhes relacionados à segurança dos moradores”.

 

Lazer

Esse é outro aspecto que também pode variar em cada condomínio, contudo, grande parte dos prédios conta com algum tipo de área de lazer. No Brasil, a mais comum é a churrasqueira, onde você pode receber seus convidados. É bastante comum também que os condomínios contem com piscina, salão de festas, jardins, salas de reunião, playground, e uma grande área de convivência — o que resulta em espaço de lazer bem maior do que você poderia ter uma casa.

Boa parte dos prédios também possuí academia própria, o que significa que, além de você e sua família se exercitarem sem sair de casa, você pode economizar com a mensalidade de uma academia particular, que hoje, no Brasil, custa em torno de 100 reais por mês.

E uma das maiores vantagens de morar em apartamento, nesse caso, é que você tem acesso a todo esse lazer sem precisar se preocupar com a manutenção. Piscina, quintais e jardins demandam investimento, limpeza e cuidados, mas não no caso de quem mora em prédio, onde isso tudo fica por conta do condomínio.

Regras de convivência

Em qualquer lugar, desentendimentos entre vizinhos não são incomuns. Muitas vezes os hábitos das pessoas podem incomodar alguém — um bom exemplo é o barulho, que algumas pessoas extrapolam os limites toleráveis e acabam por atrapalhar a vizinhança. Enquanto em uma casa essa briga precisaria envolver as autoridades e até resultar em uma discussão judicial, em um condomínio existem regras próprias, o que solucionaria a situação por meio de uma advertência formal ao vizinho barulhento.

Por esses e outros casos, um ponto muito positivo de se morar em apartamento são as normas internas, que tornam muito mais simples a convivência entre vizinhos e deixam o trabalho de manutenção das regras para o próprio condomínio e o síndico.

 

Amizades

A chance de fazer amizades aumenta e torna tudo mais fácil, inclusive para as crianças — hoje em dia, mesmo em cidades menores é perigoso para as crianças brincar na rua. Outro aspecto bastante positivo de se morar em apartamento é a possibilidade de relacionamento mais próximo com os vizinhos. Nos prédios, elas podem conviver com outras crianças no próprio condomínio, ou mesmo brincar sozinhas ao ar livre — o que torna as coisas mais simples para os pais, que não precisam levar e buscar seus filhos na casa dos amigos, por exemplo. E por falar em transporte, há ainda outro ponto favorável: em um prédio, os pais podem dividir as caronas para escola, futebol ou cursinhos, também facilitando o cotidiano.

 

Custo

Já abordamos esse aspecto em algumas passagens do texto, mas uma grande vantagem de se morar em apartamento são as economias que são possíveis graças a utilização dos serviços do próprio condomínio. Se membros da família, por exemplo, utilizam a academia do prédio, a economia já pode ser de mais de 200 reais.

Os gastos com segurança diminuem, uma vez que mudar para uma casa demanda a instalação de câmeras, portões eletrônicos, alarme, cerca elétrica, até necessário o pagamento de uma guarda de rua particular. Por isso, antes de dizer que essa taxa é uma despesa a mais, é importante considerar quais gastos e serviços já estão incluídos nessa mensalidade.

 

Limpeza

Um grande aspecto negativo de se morar em uma casa é a dificuldade de manutenção, nesse tipo de imóvel tudo fica por conta do morador, desde a limpeza da calçada até dos cômodos internos. Parece que não, mas lavar o portão, a garagem, cuidar da piscina, limpar a churrasqueira e o quintal, manter o jardim e colocar o lixo na rua é bastante trabalho, principalmente se tem de ser conciliado com a rotina do trabalho.

Se você é responsável por limpar a sua casa, morar em um apartamento te trará muitas vantagens e se você paga alguém para realizar essa tarefa, considere que seu funcionário terá mais tempo para se dedicar à limpeza interna e ao cuidado com seus filhos, por exemplo.

 

O que Fazer?

Como podemos ver, são várias as vantagens de morar em apartamento. Esses benefícios dizem respeito desde ao espaço, lazer e segurança até às economias que morar em um condomínio podem te garantir. Se você está planejando se mudar agora, é importante refletir sobre esses aspectos e se itens como segurança, piscina e boa convivência oferecidos por prédios são importantes para você e sua família.

 

Fonte:

blog.brhouseimoveis.com.br