Indicador da atividade industrial de MS atinge a melhor marca em 23 meses

Indicador da atividade industrial de MS atinge a melhor marca em 23 meses

indicador ind

Utilizado para medir a capacidade de produção da indústria de Mato Grosso do Sul, o IGDI (Índice Geral de Desempenho Industrial) atingiu em julho deste ano o maior patamar ao longo de 23 meses: o indicador marcou 57,4 pontos no mês, 5 pontos acima do registrado no mês anterior e o segundo melhor da série histórica iniciada em janeiro de 2017. Os dados foram compilados pelo radar industrial da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul).

O IGDI revela a percepção do empresariado quanto ao desempenho da atividade industrial a partir de cinco variáveis: emprego (percentual de estabelecimentos que aumentaram o número de funcionários), investimento (intenção de aportes no negócio nos próximos seis meses), produção industrial (percentual de estabelecimentos com produção estável ou em alta), utilização da capacidade instalada (percentual médio relativa ao potencial de produção) e confiança (Índice de Confiança do Empresário Industrial), cada uma com peso de 20% na composição do índice.

Segundo Ezequiel Resende, coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, todas as variáveis tiveram alta na passagem de junho para julho, com destaque para as empresas com produção estável ou crescente, nas que contrataram e o nível de utilização da capacidade instalada.

Em 51,4% dos estabelecimentos, a produção se manteve estável, ante 54,2% em junho. Porém, conforme Resende, as empresas que aumentaram sua capacidade subiram para 31,4%, “contra 13,9% no mês anterior”. Além disso, os dados mostraram otimismo do empresariado quanto aos próximos seis meses, “com os índices de intenção de investimento e confiança permanecendo em patamares positivos”.